Propostas para Pesquisa e Inovação

A Pesquisa e a Inovação na Instituição devem ter por princípio a vinculação com a educação, ciência e tecnologia destinada à construção da cidadania, da democracia, da sustentabilidade, da produção solidária, visando ao desenvolvimento regional e priorizando a pesquisa aplicada, sem inviabilizar a pesquisa de base.

Assim como o Ensino, nos últimos anos, a Pesquisa no IFSP não teve um rumo. Não foram definidas quais seriam as principias linhas de pesquisa e não se consegue implementar o uso de uma “Fundação” (fundamental para atração de parceiros externos), que seria uma uma boa alternativa, principalmente pelo cenário orçamentário que se vislumbra para os próximos anos. As principais propostas para a Pesquisa são:

  • Estabelecer diretrizes prioritárias da pesquisa e inovação, mediante análise dos grupos de pesquisa existentes e consulta à comunidade da Instituição, com avaliações periódicas sobre o desempenho, relevância e impacto institucional e regional destas diretrizes.
  • Valorizar todas as áreas de pesquisa no IFSP, considerando as especificidades e a relevância tanto das pesquisas na área de humanas, biológicas e exatas.
  • Prover a base jurídica e de regulamentos para implementar com urgência o uso das Fundações.
  • Criar novos laboratórios com base nas demandas do ensino e em atendimento a uma infraestrutura básica para pesquisa e inovação.
  • Estimular, dentro de áreas prioritárias e dos grupos de pesquisa, novas propostas de Mestrado Profissional e Mestrado Acadêmico com participação Multicampi.
  • Capacitar servidores sobre propriedade intelectual, a fim de fortalecer as ações do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), e implementar escritórios de inovação nos campi, garantindo a proteção da propriedade intelectual e de transferência de tecnologia e processos para o setor produtivo local e regional.
  • Discutir e qualificar servidores a respeito de outros formatos de pesquisa e difusão do conhecimento, inclusive propostas abertas para o livre domínio visando a contribuição social do IFSP.
  • Promover a interação do IFSP com os demais Ministérios – principalmente com o MCTIC (Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações), MAPA (Agricultura Pecuária e Abastecimento), MME (Minas e Energia), ME (Esportes), MS (Saúde), possibilitando a maior captação de recursos orçamentários.
  • Fortalecer os periódicos do IFSP e financiar publicações de estudantes e servidores em periódicos científicos, aumentando a visibilidade/competitividade da comunidade do IFSP.
  • Proporcionar interação com os arranjos produtivos locais (APLs), bem como empresas dos diversos setores da economia, baseando-se na Lei de Inovação (Marco Legal da Inovação), e com isso possibilitar a real implementação de pesquisa aplicada nos Campi do IFSP.
  • Implementar pesquisa aplicada voltada para o desenvolvimento regional, de acordo com a vocação/especificidade de cada campi, seguindo simplesmente a tendência mundial.
  • Propor programas de Minter e de Dinter, em parceria com outras Instituições de Ensino para capacitação dos técnicos administrativos e docentes, nas diversas áreas do conhecimento.
  • Promover maior interação com a FAPESP a partir de projetos de pesquisa em parcerias com empresas e/ou outras instituições de pesquisa nacionais, situação praticamente inexistente no IFSP nos dias de hoje.