Concurso Público do IFSP: necessidade de esclarecimentos sobre o Concurso Público e o Posicionamento do Diretor Geral - SPO

24/03/2014 15:24

Colegas,

Eu escrevi, em 14.02.2014, uma crítica sobre o atual Concurso para Professores do IFSP. Na época, mesmo com poucas informações, eu critiquei a falta de transparência e os problemas relacionados aos perfis dos docentes.

Após um pouco mais de um mês do lançamento do edital, outros problemas foram levantados pela comunidade. No Campus São Paulo, com o qual eu tenho contato mais frequente, várias Áreas Acadêmicas identificaram problemas, sendo os principais:

• perfis de professores diferentes dos solicitados pelas Áreas;

• perfis inadequados para a vaga solicitada;

• número de vagas diferente ao acordado com a Direção do Campus;

• conteúdo programático sem embasamento;

• problemas com bibliografia,

• forma de escolha da banca da prova prática;

• não valorização de experiência profissional.

Mas a principal queixa é a de que não houve transparência.

Para se ter uma ideia da falta de transparência, em reunião realizada no Campus São Paulo, os servidores que foram citados como responsáveis pelo concurso foram questionados por um grupo de coordenadores de curso e alegaram desconhecer detalhes sobre o concurso.

Alguns servidores ligados à Gestão Modena (que ocupam cargos por indicação) chegaram a citar os nomes dos responsáveis por esse concurso e fizeram elogios explícitos, basta ver o tópico “Concurso Público”. Por que esses servidores, aqui elogiados, não prestaram os esclarecimentos solicitados?

Em razão do exposto, vários coordenadores e áreas do Campus São Paulo mostraram-se insatisfeitos com a forma do atual Concurso Público e elaboraram um documento que reflete seu descontentamento com o Edital e com modo com que foi feito. Alguns diretores do SINASEFE demonstraram apoio ao manifesto (inclusive o presidente).

Este documento, demonstrando insatisfação com o concurso e solicitando explicações da reitoria, é um convite ao Reitor e aos responsáveis pelo concurso público para prestarem esclarecimentos para a comunidade do Campus São Paulo na “Reunião de Coordenadores”.

Outro fato, que clama por atenção, é o posicionamento do Diretor Geral do Campus São Paulo em querer alterar a dinâmica do maior e mais legítimo colegiado do campus São Paulo: a “Reunião de Coordenadores”, que existe e funciona há décadas.

A “Reunião de Coordenadores”, que é realizada semanalmente, sempre foi um órgão que permitiu o debate dentro do Campus São Paulo, sendo responsável por diversos avanços conseguidos em nossa instituição. O diretor do campus São Paulo, após a elaboração do documento "Carta dos coordenadores", que surgiu por unanimidade na “Reunião de Coordenadores”, dividiu essa reunião, fragmentando em diversos grupos menores.

Sobre o Concurso, o Diretor Geral do Campus São Paulo disse desconhecer os trâmites do concurso, porém ele ocupa papel de destaque no Colégio de Dirigentes, que foi o colegiado responsável por todas as decisões sobre este concurso.

O meu posicionamento é que a Reitoria e o Diretor Geral do Campus São Paulo (membro do Colégio de Dirigentes) precisam prestar esclarecimentos à comunidade sobre este concurso e que qualquer alteração na dinâmica da “Reunião dos Coordenadores” deve, necessariamente, ser aprovada pelo Conselho de Campus (recém-criado) e pelo Conselho Superior.

  Leia mais sobre este tema:   Concurso Público no IFSP

Voltar